Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cátia Sofia Santos

Lifestyle

Lifestyle

Cátia Sofia Santos

10
Ago17

9 gestos que deixam o cabelo oleoso e (provavelmente) não sabia!!!


Cátia Sofia Santos

 

A sabedoria popular dizia-nos para escovar o cabelo cem vezes antes de dormir. Este hábito foi abolido para alegria das nossas escovas e couro cabeludo que, com isso, estava sempre oleoso.

Para muitas mulheres, lavar o cabelo todos os dias não faz parte da rotina e, na verdade, este gesto nem é muito fundamental. Muitos especialistas são a favor da lavagem dia sim, dia não ou até com mais dias de intervalo. Ou seja, aqueles que o cabelo de cada pessoa aguentar. Tal como o The New York Times escreveu, o cabelo necessita de produzir os seus próprios óleos naturais. Se lavamos demasiado, estamos a destruir estes óleos mas se não lavamos o suficiente acabamos por fazer o mesmo. O truque passa por treinar o nosso próprio cabelo a necessitar de lavagens menos frequentes.

Mas este treino também precisa de ser feito com as nossas mãos e as nossas rotinas. Há gestos mais ou menos inocentes que, na verdade, contribuem para que o cabelo fique oleoso e, assim, necessite de mais lavagens semanais. Reunimos 9 gestos que tem de mudar no seu dia a dia.

 

1. Tocar demasiado no cabelo

Uma das coisas que mais se vê nas histórias do Instagram são aquelas raparigas que, ao falar para a câmara, estão constantemente a tocar e a alisar o cabelo. Acaba por ser um gesto involuntário que, além de ser esquisito, é errado: ao mexer demasiado no cabelo, transferimos a oleosidade dos dedos para os fios.

 

2. Escovar muitas vezes

Antigamente, a sabedoria popular dizia que se devia escovar o cabelo cem vezes antes de dormir. Mas, na verdade, escovar o cabelo distribui os óleos naturais que se formam nas raízes e, em consequência, o couro cabeludo produz ainda mais óleo. Se tem um cabelo indisciplinado que precisa mesmo de ser controlado várias vezes ao dia, evite escovar a partir da raiz. Pode também usar escovas que desembaraçam com facilidade sem agredir para evitar escovagens repetitivas.

3. Aplicar condicionador no cabelo todo

Tal como o champô deve ser apenas “esfregado” nas raízes (e deixar que caia naturalmente no comprimento), o condicionador deve ser aplicado apenas do meio até às pontas para desembaraçar. Mas o mais normal é que se esfregue o cabelo todo de champô e, de seguida, se despeje condicionador das raízes até às pontas para ficar bem macio. É quase um gesto sensorial. Mas errado. O condicionador deixa as raízes oleosas.

4. Não ser paciente

Se mal vê um bocadinho de brilho, vai imediatamente lavar o cabelo, apenas está a contribuir para que ele fique cada vez mais oleoso (ainda) mais rapidamente. Ao lavar com menos frequência está a dar às suas glândulas sebáceas uma oportunidade de “acalmarem” e de produzirem menos óleo. E há muitos penteados que pode fazer para disfarçar a oleosidade.

5. Não limpar a escova

Para quem não tem o hábito de lavar a escova de cabelo, eis o que lá vive: pele morta, restos de produtos, de sujidade, de pó e cabelos sujos são só algumas das coisas. Quando nos penteamos, transferimos toda a sujidade para a escova. Se não a lavamos, quando nos voltamos a pentear, essa sujidade é novamente transferida para o cabelo. O site de beleza Into The Gloss sugere uma lavagem rápida e simples: encha o lavatório de água morna, adicione champô e mergulhe a escova, esfregando bem as cerdas. No fim, passe por água limpa e deixe a secar em cima de uma toalha. Exatamente da mesma forma que lava os pincéis de maquilhagem. Demora, sensivelmente, 2 minutos neste ritual.

6. Usar produtos errados

Esta é óbvia: tal como a nossa pele fica ressentida quando usamos produtos errados, o cabelo reage da mesma forma. Um bom exemplo é ter cabelos lisos e usar produtos de styling para caracóis com a esperança de conseguir um resultado ondulado. Não é bem isso que vai acontecer – o cabelo responde produzindo mais óleo.

 

7. Usar ferramentas de calor muitas vezes

Muitas mulheres podem até não lavar o cabelo todos os dias mas não saem de casa sem passar a prancha nos fios. O que acontece é que os aparelhos de calor (pranchas de alisar, de ondular e até secadores) podem secar a pele no couro cabeludo, fazendo com que as glândulas sebáceas produzam mais óleo. Quando o seu cabelo já não se aguentar solto, experimente alguns penteados.

8. O calor e a humidade

Tal como o suor, também o calor e a humidade fazem com que o couro cabeludo produza mais óleo. E como ainda nos restam uns dois meses deste tempo, é preciso saber como absorver a oleosidade. Além dos champôs secos, pode simplesmente ir ao baú: o pó de talco é a solução mais simples para combater o óleo excessivo no dia a dia sem ter que ir a voar lavar o cabelo.

9. Não fazer um detox

Muitos especialistas recomendam que as mulheres façam, pelo menos uma vez por mês, um detox capilar para limpar o couro cabeludo da acumulação de produtos. Pode fazer uma lavagem profunda com produtos suaves que não agridam (e que normalmente não fazem espuma) como os Low Shampoo de Elvive e até usar uma espécie de esfoliante para o couro cabeludo como o Scalp Detox de Grow Gorgeous (à venda na loja online Look Fantastic).

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D

Widgets