Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cátia Sofia Santos

Lifestyle

Lifestyle

Cátia Sofia Santos

07
Mar17

AMOR PLATÓNICO!!!


Cátia Sofia Santos


O que é Amor Platônico:

Amor platónico é qualquer tipo de relação afectuosa ou idealizada em que se abstrai o elemento sexual, por vários géneros diferentes, como em um caso de amizade pura, entre duas pessoas.
Amor platónico também pode ser um amor impossível, difícil ou que não é correspondido. Muitas vezes uma pessoa tem um amor platónico e nunca tenta sair dessa fase porque tem medo de se machucar ou medo de verificar que as suas fantasias e expectativas não correspondem à realidade.


Resultado de imagem para amor platonico

O termo amor "platonicus" foi usado pela primeira vez pelo filósofo neoplatónico florentino Marsilio Ficino no século XV, como um sinónimo de amor socrático. As duas expressões dizem respeito a um amor focado na beleza do carácter e na inteligência de uma pessoa, e não no seu aspecto físico. A expressão viu o seu conceito mudar graças à obra de Sr. William Davenant, "Platonic Lovers" (Amantes Platónicos - 1636), onde o poeta inglês se refere ao amor como é retratado no Simpósio de Platão, que afirma que o amor é a raiz de todas as virtudes e da verdade.

Para o filósofo grego Platão, o amor era algo essencialmente puro e desprovido de paixões, ao passo em que estas são essencialmente cegas, materiais, efémeras e falsas. O amor platónico, não se fundamenta num interesse, e sim na virtude. Platão criou também a teoria do mundo das ideias, onde tudo era perfeito e que no mundo real tudo era uma cópia imperfeita desse mundo das ideias. Portanto amor platónico, ou qualquer coisa platónica, se refere a algo que seja perfeito, mas que não existe no mundo real, apenas no mundo das ideias.

O amor platónico é entendido como um amor à distância, que não se aproxima, não toca, não envolve, é feito de fantasias e de idealização, onde o objecto do amor é o ser perfeito, detentor de todas as boas qualidades e sem defeitos.




Como superar um amor platónico em 5 passos

Na maioria das vezes, os amores platónicos causam tristeza e muita frustração. Mas calma, não é o fim do mundo! Mesmo parecendo impossível, eles têm um fim!

Preparamos cinco passos que podem te ajudar a se livrar deste romance fantasioso!

1. Ninguém é perfeito, então pare de idealizar a pessoa amada!

 

Amor Idealizado

Uma das características mais fortes do amor platónico é a idealização da pessoa amada.

A não ser que você esteja apaixonado (a) por um alienígena, todos os seres humanos têm defeitos! Entenda isso e procure mentalizar que “nem tudo são flores” na personalidade de quem você tanto admira!



2. Converse com alguém sobre os seus sentimentos

 

Conversando com amigo

Abrir o jogo e conversar com alguém sobre o que está acontecendo pode ajudar bastante a aliviar o peso das suas emoções.

Fale com uma pessoa de confiança e ouça outros pontos de vista, que podem ser óbvios, mas que estão “bloqueados” pela fantasiosa idealização criada por você.



3. Tenha amor próprio e valorize-se!

 

Amor Próprio

As pessoas mais inseguras tendem a ser mais susceptíveis aos amores platónicos.

Assim como no exercício de focar nos aspectos negativos do amor idealizado, faça o contrário consigo: mentalize as características fortes da sua personalidade e valorize isso!



4. Saia com seus amigos e conheça novas pessoas!

 

Amigos Reunidos

A vida é curta e você deve aprender a vivê-la com prazer!

Sair com os amigos, viajar para lugares exóticos, conhecer pessoas divertidas e interessantes… Tudo isso ajuda a tirar os pensamentos constantes do seu amor platónico.

Como diz o ditado: “mente vazia, oficina do diabo”.


5. Deixe o tempo passar, simplesmente…

 

Pessoa feliz



Os amores platónicos tendem a desaparecer com o tempo, ou serem substituídos por amores reais!

Assim como diz outro famoso ditado popular: “o tempo cura tudo”, e mesmo parecendo ser o maior cliché o mundo (e é), também não deixa de ser a mais pura verdade.









Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D

Widgets